6 dicas de proteção de redes empresariais

Sem dúvidas, a maior preocupação de qualquer empresário é garantir que as suas redes estejam sempre protegidas.

No entanto, muitos gestores encontram dificuldades para conseguir proteger as suas informações.

Principalmente pelos benefícios que essas ações proporcionam no dia a dia. 

Você sabia que, seguindo as dicas é possível minimizar os riscos?

Continue a leitura e entenda a importância de investir na proteção de redes empresariais. 

Boa leitura!

O que fazer para ter a proteção de redes empresariais

Seja de pequeno ou grande porte, todas as empresas precisam ter cuidado com a segurança das suas redes.

Contudo, mesmo sendo realizados investimentos na área, as estratégias disponíveis são muitas.

O importante é que seja oferecido um bom custo-benefício e claro, um retorno positivo. 

Algumas ações podem proteger a rede da sua empresa. 

São elas:

  • Bloqueio de conteúdo;
  • Níveis de acesso com autorizações diferentes para cada usuário;
  • Wi-fi com senha;
  • Backup periódico;
  • Atualização de sistemas.

Apostar nos conhecidos hacker do bem, é uma forma de manter tudo em segurança. 

Esses profissionais analisam os sistemas a fim de identificar brechas vulneráveis a uma invasão, por exemplo.

Por que investir em segurança de redes empresariais

Um dos fatores principais para investir na segurança de redes é que o país está no epicentro dos ataques digitais.

Sendo o segundo no ranking mundial de crimes cibernéticos.

Infelizmente, a tendência é de que estes ataques continuem em crescimento, então, proteja-se!

Entretanto, é preciso proteger ainda dados e informações capazes de danificar toda a estrutura digital da organização.

Dessa forma, é imprescindível contar com um sistema seguro e que realmente funcione e proteja todos os dados.

Por que comunicar os funcionários da segurança de redes empresariais

Aderir uma conduta correta , é necessária para que toda a sua equipe saiba o que está acontecendo e assim, auxilie ainda mais na proteção.

O recomendado é que as companhias tenham ações de prevenção com o objetivo de proteger os dados antes que os computadores sofram algum tipo de ataque. 

As senhas e acessos precisam ser únicos e diferenciados. 

Apenas o funcionário responsável pelo equipamento precisa ter o acesso.

E é importante capacitar esses colaboradores em relação aos perigos virtuais.

Oferecer treinamentos sobre cibersegurança, ter um newsletter (boletim informativo) e alertá-los  sobre o vazamento de informações, pode salvar as informações da sua empresa.

6 dicas de proteção de redes empresariais

Entender a real necessidade de investir na proteção das redes pode ser bem fácil. 

Agora, saber quais ações precisam ser realizadas para gerar proteção, pode confundir e ser um pouco mais difícil.

Para entender, separamos 6 dicas imperdíveis que devem ser aplicadas na sua empresa e assim evitar problemas com a falta de segurança e proteção. 

Veja:

#1 Estabelecer níveis de acesso aos usuários

A forma mais certeira para manter as redes protegidas é estabelecer níveis de acesso.

Onde colaboradores de determinada área não precisam ter acesso a documentos que não fazem parte das suas funções. 

Essa tática elimina chances de um arquivo ser excluído inadequadamente.

#2 Proteger as conexões de wi-fi

Redes wi-fi são uma verdadeira porta de entrada para os ataques cibernéticos. 

Quando abertas permite a exposição dos dados para todos os tipos de malware e ações criminosas. 

Algumas regrinhas precisam ser seguidas.

  • Insira senha para cada usuário, permitindo que as entradas sejam rastreadas;
  • Crie uma senha de acesso forte;
  • Realize as configurações de criptografia de rede;
  • Mantenha os firewall ativos e sempre atualizados;
  • Desative todos os acessos remotos ou serviços desnecessários.

#3 Atualize os sistemas

Sistemas atualizados evitam brechas para acessos indevidos. 

As atualizações servem para resolver falhas que os hackers possam reconhecer. 

Atualize os seguintes pontos:

  • Firewalls e demais mecanismos de segurança;
  • Sistemas operacionais;
  • Softwares e aplicativos;
  • Drives;
  • Firmwares.

#4 Automatize os processos

Consiste em transformar etapas que eram realizadas de forma manual em procedimentos que utilizam a tecnologia. 

Serve para otimizar recursos e facilitar o serviço dos profissionais de uma forma geral.

#5 Treine os colaboradores

Condutas inadequadas dos próprios colaboradores são um dos principais problemas diante a segurança das redes. 

É necessário que ocorram treinamentos constantes em todas as áreas, para ensinar e garantir um uso seguro da rede, minimizando os riscos.

#6 Terceirize os serviços de segurança

Empresas focadas na resolução de segurança servem para inserir protocolos de segurança para contribuir de forma positiva, garantindo a proteção das redes empresariais. 

São utilizados profissionais altamente capacitados para que haja a eliminação de falhas e a reparação no caso de ocorrer algum problema.

Aos poucos as empresas estão passando pelo processo de transição e se adaptando a segurança dos seus sistemas.

Ademais, é importante prezar pelo uso de ferramentas confiáveis de monitoramento. 

Acompanhe o blog do Alerta Security para mais assuntos como este. 

Gostou do conteúdo? 

Compartilhe nas suas redes sociais!

isc2
kaspersky
tenable
sophos
manageengine
F5 Networks
security mentor

Últimas Notícias do Blog