O que são códigos abertos?

O código aberto, também conhecido como open source, é utilizado em softwares disponíveis para download livre, portanto, qualquer pessoa pode baixá-lo para utilizá-lo.

Quem é desenvolvedor ou trabalha com tecnologia certamente já utilizou diferentes programas e sistemas para aperfeiçoar o próprio trabalho. 

Afinal, eles também ajudam a acelerar a realização das demandas, supervisionar tarefas e aprimorar a qualidade do trabalho.

Dentre todos aqueles que são utilizados, com certeza, pelo menos uma das soluções era um código aberto. Mas, apesar de ser algo muito utilizado, nem todos conhecem o seu conceito.

Entretanto, é importante entender um pouco mais sobre ele porque possui características próprias e traz uma série de fatores que justificam o seu uso. Além disso, boa parte é bastante conhecida.

Se você precisa utilizar esses códigos, deseja saber um pouco mais sobre eles ou tem algum interesse em relação ao assunto, leia este conteúdo até o final.

Para esclarecer todas as suas dúvidas, neste artigo, vamos explicar o que é código aberto, quais são seus programas e as vantagens trazidas por ele. Assim, você pode utilizá-los do jeito certo e melhorar o seu trabalho como desenvolvedor. Confira!

Afinal, o que é um software de código aberto?

Open source ou código aberto são softwares para download livre, ou seja, qualquer usuário pode baixá-lo e utilizar para as mais diversas aplicações.

O objetivo é criar uma cultura de colaboração entre os desenvolvedores, mas também garantir códigos gratuitos e com excelente qualidade.

Ele surgiu como uma alternativa ao código proprietário, que por sua vez depende de direitos autorais e intelectuais para a comercialização dos softwares.

Assim, o desenvolvedor do site de um escritório especializado em arquitetura escolar pode usar o código proprietário, entretanto, precisa passar por um trâmite burocrático para determinar a propriedade intelectual de quem o desenvolveu.

Por outro lado, se ele optar por usar um código aberto, o criador do software se abstém de sua propriedade intelectual, logo, outros usuários podem usufruir de seus benefícios.

Até aqui ficou clara a diferença entre open source e código proprietário, visto que no código aberto é possível compartilhar o código com qualquer pessoa.

Além disso, dependendo do tipo de licença usado, outros usuários podem criar códigos em cima dele, formando um trabalho colaborativo. Mas para ser considerado open source, é necessário cumprir alguns critérios.

Por exemplo, sua distribuição e redistribuição devem ser livres, ou seja, seu desenvolvedor não deve criar royalties. Em outras palavras, ele não deve receber pelo uso do código ou por sua exploração.

Também é necessário que ele integre o código-fonte e permita a distribuição como código-fonte e compilado.

Ademais, não é permitido discriminar os usuários ou as especialidades de um empreendimento. Assim, uma clínica de fisioterapia ou qualquer outra empresa pode usufruir de seus benefícios.

Programas de código aberto que podem ser usados

Para ficar ainda mais claro, saiba que existe uma grande variedade de programas que se caracterizam como código aberto, tais como:

  • Virtualbox;
  • VLC Media Player;
  • Thunderbird;
  • Firefox.

O Virtualbox é um software que permite a criação de máquinas virtuais, por meio de diferentes sistemas operacionais. Portanto, em uma mesma CPU, você pode criar diferentes servidores e ambientes de trabalho.

O VLC Media Player nada mais é do que um player de mídia com código aberto, capaz de evitar problemas em relação à compatibilidade com outros softwares usados para as mídias digitais.

Além de ser extremamente compatível com vários formatos de arquivos, ele ajuda a modificar o código do programa, para que assim seja possível acrescentar funções, atendendo às necessidades dos usuários.

O Thunderbird, por sua vez, é um software de código aberto desenvolvido pelo Mozilla, tendo como objetivo ser cliente de e-mails, assim como no caso do Outlook ou do Gmail. Ele traz muitas vantagens, como segurança, desempenho e praticidade.

Por fim, o Firefox, um navegador conhecido que pode acessar qualquer tipo de site, como de uma empresa de serviços de certificação, é conhecido pelos desenvolvedores e pelos usuários comuns.

Ele também foi desenvolvido pela Mozilla, uma empresa dedicada a desenvolver softwares sem fins lucrativos, e tem como principal vantagem o fato de ser código aberto.

O Firefox também tem outros projetos que utilizam o open source para desenvolver cada vez mais o navegador, garantindo melhorias.

Outros softwares de código aberto que também são de código aberto são o Sunbird, Abiword, OpenOffice, ClamWin, Gaim, BitTorrent, GIMPShop, Gnucleus, Juice, Audacity, Filezilla, Keynote, Linux e muitos outros.

Vantagens do open source

Quando você for escolher um código para usar em seu projeto, o open source é a melhor opção porque traz muita economia em relação ao download.

Além disso, o desenvolvedor que está trabalhando no site de um escritório de arquitetura comercial pode ter acesso a outras vantagens, afinal, está utilizando um projeto colaborativo.

Isso significa que na hora de começar o projeto, não é necessário começar do zero, já que é possível encontrar uma comunidade ou desenvolvedor que esteja trabalhando em um projeto que atenda suas necessidades.

Inclusive, se não houver ninguém trabalhando no que você procura, é possível encontrar códigos abertos que oferecem a possibilidade de construir um novo código.

No entanto, antes de utilizar um open source, é importante conferir a qual licença ele pertence, pois mesmo sendo um código aberto, esse tipo de autorização pode variar.

Por exemplo, alguns permitem modificações, mas outros apenas desde que fique disponível para a comunidade de desenvolvedores. Alguns, por sua vez, permitem até que o código tenha uma modificação ampla, fechada ou vendida.

Nesse contexto, é muito importante ter cuidado com a licença. Ainda assim, esse tipo de software é de grande valor, e mesmo que ele não seja pago, passou por um longo processo, por meio de vários desenvolvedores que o atualizaram e melhoraram.

Para ter o mesmo resultado, um software pago cobraria por todo o processo e pela contratação e alocação de profissionais, o que resultaria em um valor bem alto.

Por essa razão, podemos dizer que quando um desenvolvedor que está trabalhando no site de uma empresa de laudo veicular utiliza o código aberto, ele tem acesso a vantagens, como:

1 – Acesso gratuito

Na verdade, as vantagens de usar o open source vão muito além da inexistência de custos, mas de qualquer maneira, o acesso gratuito merece destaque. Isso porque ele ajuda muitos profissionais e estudantes que precisam desses softwares.

Algumas pessoas acreditam que eles são de qualidade duvidosa por serem gratuitos, mas é possível encontrar muitos sistemas operacionais e aplicativos com código aberto, a exemplo do Android.

2 – Melhora suas habilidades

Os sistemas de código aberto são muito úteis para os profissionais de programação porque eles podem melhorar suas habilidades.

O responsável pela elaboração do site de um asilo para idosos, por exemplo, pode analisar o estudo do código fonte disponível e contribuir com os projetos open source.

Muitos projetos desse tipo possuem repositórios em plataformas onde os usuários ajudam a promover melhorias no sistema. Você pode, por exemplo, informar sobre erros no sistema ou até apresentar soluções para os problemas.

3 – Aprimoramentos constantes

Devido à grande quantidade de pessoas trabalhando nesse tipo de software, torna-se mais simples solucionar erros e criar outras funcionalidades. Sem falar no fato de que a comunidade está sempre pronta para ajudar as pessoas.

Da mesma forma, existe muita documentação que uma clínica médica integrada pode usar para ter mais facilidade ao utilizar os programas.

Pelo fato de ser possível corrigir os erros rapidamente, a segurança dos aplicativos é muito maior, e não podemos deixar de dizer que a possibilidade de analisar o código e garantir que ele não execute ações indesejadas também reforça sua segurança.

4 – Maior disponibilidade

O criador de um código fechado pode descontinuá-lo a qualquer momento, o que pode ser um problema para quem precisa continuar usando, já que não receberá mais suporte.

Por outro lado, com o código aberto, esse tipo de problema é praticamente inexistente, visto que existe uma grande quantidade de pessoas atuando para mantê-lo ativo.

Isso acontece porque qualquer usuário, como o desenvolvedor da página de uma assistência técnica iphone que tenha boas habilidades, pode ajudar a conservar o sistema sempre atualizado.

Considerações finais

Ao longo deste artigo, você conheceu um pouco mais sobre o código aberto, suas características e as vantagens que traz para os desenvolvedores.

Trata-se de uma excelente maneira de ter acesso a aplicações gratuitas e de qualidade, que colaboram com o seu projeto e ainda aprimoram suas habilidades.

Da mesma forma, é importante destacar que muitas empresas adotam esses softwares em seus negócios, o que destaca ainda mais sua importância e relevância.

Independentemente do que você precisa, com certeza vai encontrar um sistema open source que vai colaborar com seu projeto e facilitar o seu trabalho.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

security mentor
tenable
sophos
manageengine
F5 Networks
isc2
kaspersky

Últimas Notícias do Blog