Qual o papel do firewall?

O firewall é um recurso muito importante para as empresas que possuem redes de computadores. 

Não é novidade para ninguém que a tecnologia, a internet e a informática são essenciais para as organizações.

Na verdade, esses recursos são importantes para a nossa sociedade, representam nossa evolução e nos ajudam a evoluir cada vez mais.

A internet é nossa maior aliada, pois por meio dela, temos acesso à informação de um jeito rápido e prático. Seria difícil viver no ritmo que vivemos hoje se não pudéssemos contar com ela.

Muitas das facilidades do mundo moderno não existiriam, como solicitar rapidamente um motorista por aplicativo, pedir comida, falar com amigos no exterior, estudar e até mesmo trabalhar.

Mas, mesmo diante de tantas vantagens, a internet não é um mar de rosas e apresenta muitos perigos. Por isso, é muito importante conhecer ferramentas e recursos que protegem o computador e a rede, principalmente de empresas.

É justamente aqui que entra o firewall, e neste artigo, vamos explicar seu conceito, o que ele faz e a importância de contar com esse recurso, portanto, se você tem alguma dúvida sobre esse assunto, leia até o final.

O que é firewall?

Firewall nada mais é do que uma solução de segurança baseada em hardware e software, que atua por meio de um conjunto de regras e instruções, analisando o tráfego de rede e assim determinar operações de transmissão e recepção que podem ser executadas.

A tradução para esse termo é “parede de fogo”, e tem esse nome porque forma uma barreira protetora para impedir tráfego de dados indesejado e liberar outros tipos de acesso.

Pode ser usado junto com um software de gestão administrativa e podemos compará-lo com a portaria de um prédio, que só permite a entrada de indivíduos que se identificam, que são esperados por um morador ou que não apresentam riscos.

Quando sair, o visitante também não pode levar nenhum tipo de pertence, a não ser que seja autorizado pelo morador.

Pois bem, é exatamente dessa forma que o firewall atua, impedindo ações maliciosas provenientes do malware

Este se utiliza de uma porta de entrada para se instalar no hardware, sem que o usuário saiba.

Antes de entender qual é o papel do firewall, é interessante conhecer seus diferentes tipos, que são:

  • Firewall em proxy;
  • Com inspeção de estado;
  • De gerenciamento unificado de ameaças;
  • De próxima geração;
  • Focado em ameaças.

O firewall de proxy é um dos primeiros tipos que surgiu e oferece recursos adicionais, como armazenamento em cache e segurança de conteúdo, com o objetivo de evitar conexões fora da rede.

O de inspeção de estado, também conhecido como firewall tradicional, faz o bloqueio levando em conta o estado, porta e protocolo do tráfego. Também monitora toda a atividade, desde o momento em que a conexão se abre até seu fechamento.

Quanto ao de gerenciamento unificado de ameaças (UTM), este combina inspeções de estado e prevenção contra invasões com o antivírus, de maneira flexível.

Já o firewall de próxima geração (NGFW), é muito mais do que uma simples filtragem e inspeção, uma vez que uma clínica de massagem redutora de medidas consegue bloquear ameaças mais modernas.

Por fim, o firewall focado em ameaças conta com todos os recursos do NGFW tradicional e ainda consegue detectar e remediar ameaças mais avançadas.

Mas, afinal, o que faz o firewall?

Bem, no tópico anterior, você viu um pouco sobre o que cada tipo de firewall faz, e com base em sua definição, já consegue ter uma ideia melhor de seu papel.

Mesmo assim, vale a pena destacar que sua missão é analisar o tráfego de rede e impedir que dados indesejados tenham acesso à máquina.

Ao compreender a filtragem de pacotes, é feita uma mediação das regras e instruções que são previamente configuradas, evitando que o firewall atue de modo inesperado.

É como se um nutricionista esportivo estivesse escolhendo os alimentos que vai incluir em sua dieta. 

Ele vai determinar com você o que pode ou não comer e a partir disso seu organismo não vai mais receber determinados tipos de alimentos.

Dentro de uma rede de computadores, o firewall analisa cada pessoa e libera o acesso somente daqueles que são credenciados e devidamente qualificados. Todas essas informações são previamente determinadas, de acordo com suas preferências.

Atualmente, podemos escolher entre diferentes tipos de firewall, como aqueles que mostramos no tópico anterior, analisando suas particularidades e o tipo de ambiente que queremos proteger.

Assim sendo, o papel do firewall é fazer uma filtragem, por meio de regras de acessos, configuradas com base no perfil da empresa e do administrador. A partir disso, ele bloqueia sites e acesso a redes diferentes.

Um centro médico especializado também consegue gerenciar o balanço e a qualidade da internet usada pelos usuários e especificar de que maneira cada um se comporta dentro da rede da empresa.

Importância do firewall para as empresas

Tendo em vista o papel desse software, não é difícil imaginar o quanto ele é importante para as organizações. 

De qualquer forma, listamos algumas de suas vantagens para que você entenda melhor.

Redução de custos

Usar um serviço de firewall também é uma maneira de reduzir custos de maneira considerável dentro da corporação.

Isso acontece porque o usuário passa a usar uma tecnologia robusta e que se mantém gerenciada por profissionais de TI.

Isso significa que ele estará sempre atualizado e preparado para proteger a rede de computadores usada por uma clínica de exame periódico empresa, contra ataques cibernéticos.

Aumenta a disponibilidade da internet

Algo que pode atrapalhar a rotina de uma empresa é ficar sem internet. Na verdade, a ausência de conexão pode prejudicar qualquer pessoa, mas quando a organização usa um firewall, reduz esse tipo de problema.

Por meio do firewall fica mais fácil adicionar links de internet, caso ocorra quedas no link principal. 

Em outras palavras, seu negócio se mantém conectado à internet, reduzindo os mais variados prejuízos devido à falta de conexão.

Acesso a controle e auditoria

Além de problemas com queda de conexão, outro problema muito comum é a lentidão da internet, e muitas vezes é difícil identificar por que isso acontece.

Mas se uma empresa ou até mesmo um representante de cosméticos utiliza um bom firewall, consegue obter relatórios que ajudam a identificar o que está consumindo sua conexão em excesso.

Também é dessa forma que o gestor descobre os sites mais acessados pelos funcionários, para que possa controlar.

Por exemplo, é complicado quando os colaboradores passam muito tempo nas redes sociais, nesse sentido, é possível bloquear o acesso a essas plataformas.

Melhora a produtividade

Uma vez que esse software controla o que os funcionários podem ou não acessar, é possível melhorar consideravelmente a produtividade deles.

Independentemente de qual seja a plataforma ou site, é possível bloquear e impedir que os profissionais percam muito tempo do dia com esse tipo de acesso.

Protege a rede da empresa

Obviamente, a principal vantagem que uma clínica de fertilização pode ter ao contratar um firewall é o fato de que sua rede estará sempre protegida contra ataques e invasões.

Nesse sentido, assim que a tentativa de invasão ou ataque é identificado, o software aciona o bloqueio. Em outras palavras, as informações e dados da companhia são protegidos automaticamente.

Infelizmente, algumas empresas insistem em atuar sem a proteção desse recurso, e muitas vezes acabam perdendo dados e informações importantes.

Quando isso acontece, sofrem vários prejuízos e podem até mesmo prejudicar sua imagem perante o cliente.

Acesso a suporte e monitoramento

Ao contratar um serviço de firewall, uma clínica especializada em exame de audiometria conta com atendimento abrangente, que oferece monitoramento e suporte 24 horas por dia, nos 7 dias da semana.

Com isso, gestores e empreendedores podem se sentir mais tranquilos e confiantes, pois toda vez que for necessário, o serviço será imediatamente prestado.

A corporação não precisa paralisar suas atividades, já que conta com uma equipe qualificada que monitora o desempenho do software, oferecendo medidas que possam evitar problemas em seu funcionamento.

Conclusão

Portanto, empresas de todos os portes e segmentos precisam de um bom firewall para proteger sua rede e seus computadores das tentativas de invasão, algo que, infelizmente, é cada vez mais comum.

Os cibercriminosos estão cada vez mais ardilosos e conseguem obter até mesmo informações extremamente confidenciais, de empresas que abrem brechas para essa situação.

Mas, se a companhia conta com um bom firewall, protege suas informações e sua rede desses criminosos, preservando suas atividades diárias e a integridade de seus dados.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

tenable
security mentor
sophos
F5 Networks
manageengine
kaspersky
isc2

Últimas Notícias do Blog