Saiba como funciona a computação na nuvem

Há alguns anos, a computação na nuvem, que em inglês é conhecida como “cloud computing”, era apenas uma tendência. Essa tecnologia vinha com a promessa de que ninguém mais precisaria instalar programas no computador para realizar suas tarefas.

Dentre essas atividades está o uso de planilhas ou trabalhos mais complexos, como edição de vídeos e imagens. Tudo seria feito na internet, sem precisar de recursos offline.

Hoje em dia, a computação em nuvem vem sendo usada por milhões de pessoas e empresas em todo o mundo. Ela está substituindo a maneira como costumávamos realizar algumas atividades, tudo isso por diversas razões.

Mas, o principal motivo é a segurança que esse recurso traz para o armazenamento de documentos importantes, além da facilidade na realização de tarefas remotas.

Assim como outras soluções, a computação em nuvem faz parte da evolução tecnológica que temos acompanhado nos últimos anos, e ela promete mudar definitivamente alguns conceitos da informática.

Se você não sabe ou não entende muito bem sobre o assunto, não tem problema. Nosso objetivo, neste artigo, é trazer alguns esclarecimentos sobre ele.

Vamos explicar o conceito de computação na nuvem, mostrar como funciona e destacar as suas principais vantagens. Então, se você quer saber mais, continue a leitura conosco até ao final. Confira!

Entendendo o conceito de computação na nuvem

A computação na nuvem é a possibilidade de acessar arquivos e realizar diferentes tarefas pela internet. Ou seja, os usuários não precisam instalar aplicativos no computador para fazer o que precisam.

Eles podem acessar diferentes serviços disponíveis online, uma vez que os dados não estão no computador, mas sim, em uma rede.

Isso significa que um computador completo precisa estar conectado à internet para utilizar os recursos na nuvem. Quando o usuário está conectado, pode usufruir das ferramentas e salvar o trabalho para acessá-lo de qualquer lugar.

Ou seja, é possível acessar os aplicativos por meio de qualquer computador que esteja conectado à internet. Dentre os principais aplicativos para armazenamento em nuvem estão:

  • Google Drive;
  • pCloud;
  • Dropbox;
  • Microsoft One Drive;
  • Amazon Cloud Drive.
  • iCloud.

Por meio deles, é possível acessar um processador de textos, um jogo, um editor de vídeos, entre outras ferramentas.

Sobre o seu funcionamento

A computação na nuvem fornece serviços de computação pela internet, como servidores, bancos de dados, sistemas de gestão, dentre outros.

Com esse serviço, os usuários podem acessar os documentos de maneira mais rápida, sem que seja necessário investir em infraestrutura, o que, para as empresas, representa uma redução significativa de custos.

Os serviços podem ser acessados de qualquer lugar, o que também traz mais mobilidade para o trabalho. Seu funcionamento também depende dos diferentes tipos de computação em nuvem, que são:

Nuvem privada

Se uma gráfica de flyer digital quer armazenar seus documentos e informações de maneira mais protegida, deve optar pela nuvem privada.

Esse tipo de armazenamento é mais seguro, uma vez que sua infraestrutura é hospedada dentro da organização, além de que ela facilita o acesso dos colaboradores aos aplicativos e serviços.

Nuvem pública

Como o próprio nome sugere, esse armazenamento pertence a um provedor público, que é um fornecedor de serviço terceirizado. Toda a sua infraestrutura de suporte é propriedade do provedor e totalmente gerenciada por ele.

Nuvem híbrida

Esta é uma mistura dos dois tipos mencionados anteriormente, portanto, o armazenamento possui provedores públicos e privados.

Essa versão é muito recomendada para usuários que querem armazenar dados confidenciais, por meio de um serviço mais acessível.

Vantagens do cloud computing

Agora que você já sabe o que é computação na nuvem e quais são os seus tipos, neste tópico, chegou o momento de conhecer seus benefícios.

Para as empresas, essa tecnologia é uma verdadeira mudança no modo como elas se organizam, visto que traz novas possibilidades, como no caso da automação de processos e, dentre as suas principais vantagens, é válido mencionar:

1 – Redução de custos

Se, por exemplo, uma agência de comunicação utiliza a computação em nuvem para armazenar exemplares de folder de apresentação, não precisa investir em equipamentos caros, muito menos na manutenção deles.

Todas as tarefas serão executadas pela internet, bastando apenas um computador comum, ou mesmo um smartphone para acessá-las.

Essa tecnologia dispensa a necessidade de manter uma equipe de TI para o reparo ou manutenção dos equipamentos.

2 – Agiliza os processos tecnológicos

Supondo que uma empresa possui seus próprios servidores e data center, e eles sejam administrados por uma equipe de TI local, caso haja a necessidade de fazer qualquer tipo de mudança, como geográfica ou tecnológica, vai ter muito trabalho pela frente.

Por outro lado, atualizar um servidor em nuvem é muito mais prático. Todas as configurações podem ser realizadas de forma rápida e remota, trazendo as mudanças necessárias em pouco tempo.

Assim, uma empresa de instalação de internet não precisará se preocupar com a atualização tecnológica do hardware, pois o próprio prestador de serviços vai preparar um bom ambiente para atender às necessidades do usuário.

3 – Mais flexibilidade

A computação em nuvem traz mais flexibilidade uma vez que é possível aumentar ou diminuir sua infraestrutura tecnológica. Em outras palavras, se a empresa crescer, o recurso vai acompanhá-la de maneira simples.

As companhias de qualquer tamanho podem ser atendidas por essa tecnologia, o que é muito vantajoso para organizações sazonais.

4 – Total disponibilidade

Ao usar a computação em nuvem, reduz-se as chances de indisponibilidade nos serviços de TI. Isso acontece porque essa tecnologia se baseia em proteções e boas práticas que evitam esse tipo de situação.

Dentre as soluções que um fabricante de nobreak com bateria externa tem acesso estão os backups, distribuição geográfica de servidores e estruturas elétricas e de rede redundantes.

Eles ajudam a minimizar qualquer risco ou possibilidade de interrupção dos serviços, o que traz mais segurança para os processos organizacionais.

5 – Acesso a softwares como serviço

O software como serviço vem sendo muito utilizado pelas companhias por conta de sua facilidade de acesso.

Ou seja, ao invés de elas investirem em infraestrutura e compra de licenças, podem aproveitar um software por meio da computação em nuvem.

Se você precisa de um sistema de gestão, pode utilizá-lo por meio dessa tecnologia, e isso facilita automação de processos e melhora a rotina de trabalho.

6 – É uma práticas sustentável

A sustentabilidade é um tema em pauta entre as organizações, como no caso de uma empresa de serviço de entrega motoboy, e muitas já aderiram a essa ideia.

A computação em nuvem é sustentável porque não exige o uso de muitos equipamentos próprios, portanto, gera economia de energia, dispensa a necessidade de sistemas de refrigeração, economiza espaço e reduz a emissão de dióxido de carbono.

Tudo o que é necessário para os servidores ficam centralizados e fazem uso do que há de melhor na tecnologia, otimizando os recursos e minimizando os impactos no meio ambiente.

7 – Melhora o gerenciamento dos recursos

Algumas empresas ainda possuem um data center interno que utiliza uma série de equipamentos, como cabos e switches. Por conta disso, é mais difícil saber de que maneira esses recursos estão sendo utilizados.

Quando utilizamos a computação na nuvem, esse problema é eliminado, pois uma empresa de vistoria veicular possui um amplo controle de informações sobre os serviços contratados.

Pelo fato de disponibilizar diversos indicadores, é possível mensurar dados em grande escala, o que ainda facilita as tomadas de decisão.

8 – Mais segurança para as informações

Toda companhia precisa cuidar com muita atenção da segurança de seus dados, caso contrário, estará sujeita a prejuízos se eles forem acessados por pessoas mal-intencionadas.

Infelizmente, as ameaças à segurança da informação evoluem cada dia mais rápido. Assim sendo, é essencial investir em métodos de prevenção.

A computação em nuvem possui um sistema de segurança muito mais eficiente, por conta do uso de firewalls, grupos de segurança que são organizados em camadas.

Você pode contar com uma equipe de profissionais especializados que se encarregam da vigilância e combatem quaisquer tentativas de ataques.

Isso é importante porque o vazamento de dados pode colocar em risco informações confidenciais da companhia, que possivelmente serão usadas contra ela em crimes como extorsão ou exposição pública.

Conclusão

Diariamente, os gestores de empresas se reúnem em sala privativa para pensar em maneiras de evoluir o negócio tecnologicamente.

Felizmente, podemos contar com muitos recursos, mas no que diz respeito ao armazenamento de informações, sem dúvidas, a computação em nuvem é a melhor opção.

Com ela, as atividades são facilitadas e os processos podem ser realizados de qualquer lugar, desde que haja um dispositivo com conexão à internet.

Em tempos de trabalho remoto, essa tecnologia se mostrou de grande ajuda, mas além de facilitar nesse sentido, ela se faz muito necessária como ferramenta de segurança.

Neste artigo, você entendeu um pouco mais sobre o funcionamento da computação em nuvem e todas as vantagens que ela traz para quem usufrui dessa tecnologia.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

sophos
security mentor
manageengine
isc2
F5 Networks
tenable
kaspersky

Últimas Notícias do Blog