Como a tecnologia de Inteligência Artificial pode contribuir para a segurança de dados?

Inteligência Artificial é uma tecnologia de alta sofisticação, que lida e trabalha com dados, assim como os produz continuamente, e ainda, é a melhor solução para mantê-los em segurança.

Por isso, esse conteúdo aborda seu conceito, emprego e importância para a proteção da informação, seja ao nível pessoal, corporativo ou governamental. 

Portanto, continue lendo para aprender mais sobre esse assunto tão importante nos dias atuais, digno de um bom banner acadêmico.

O valor dos dados

Um dos principais ativos do mundo moderno são os dados, com a transformação digital, atualmente, a sociedade e a vida do ser humano é baseada na informação, ou seja, nos dados, em sua análise, contextualização e fluxo. 

A tecnologia está presente em nossa rotina, nos mais diversos aspectos e em praticamente todos os lugares do planeta.

Seja para a saúde, para a economia, para a escalabilidade do sucesso do empreendedorismo ou para o nosso conforto, a cada dia surgem novas soluções.

Alguns exemplos são os carros autônomos, a autenticação biométrica, o reconhecimento facial, a chave de carro codificada, a capacidade de processamento dos smartphones, a Cloud Computing, ou Computação nas Nuvens, entre tantos outros exemplos.

Tudo isso depende e gera uma quantidade massiva de dados, o tempo todo. E a tecnologia que permite toda a inovação e desenvolvimento, a partir de unidades tão simples como os dados, é a Inteligência Artificial e suas várias ferramentas e extensões.

É isso que torna sua vida, seja na posição de consumidor, trabalhador ou mesmo como empresa, mais fácil, dinâmica e eficiente.

Inteligência Artificial (IA)

Esse é um campo da ciência que estuda e desenvolve tecnologias que permitem que máquinas realizem atividades humanas de forma autônoma. 

Está intrinsecamente ligada a áreas como a robótica, o Machine Learning ou Aprendizado de Máquina, em português, e com a engenharia de produtos, como seu notebook novo, para citarmos alguns poucos exemplos.

Em outras palavras, podemos dizer que a IA está relacionada à capacidade das máquinas resolverem problemas e realizarem atividades de uma forma inteligente:

Ciências como o Machine Learning, permite que elas “aprendam” com suas experiências, sozinhas, e a robótica, permite sua mecanização e tangibilidade.

Além disso, uma tecnologia de IA envolve o agrupamento de uma série de outras tecnologias mais “básicas”, como algoritmos, redes neurais artificiais, e sistemas de banco de dados.

Presente há muito tempo no imaginário popular, a Inteligência Artificial é tema constante de filmes, livros e de especulações, e seus empregos na indústria e no mercado são diversos, como na realidade de uma grande empresa de auto socorro nacional, por exemplo.

No contexto empresarial ela funciona como porta de entrada para o Compliance

O termo, que vem do verbo “to comply”, em inglês, que significa agir conforme uma ordem, uma diretriz ou um conjunto de regras, está relacionado à integridade corporativa. 

Compreendendo todas as atividades desenvolvidas pela empresa, podemos citar sua extensão a todos os aspectos organizacionais, como as obrigações trabalhistas e fiscais, por exemplo.

“Estar em compliance” é uma expressão muito utilizada para referir-se às empresas com controle interno e governança corporativa, em conformidade com todas as regras e normas que lhe cabem, como um negócio de manutenção em hospitais de destaque.

Isso está diretamente relacionado à adoção de uma postura ética, que deve ser uma das principais preocupações de um líder e ou gestor que almeje o sucesso, e um dos pilares sistêmicos para sua implementação é a Inteligência Artificial.

Isso engloba as mais diversas funções e aplicações. 

Nesse artigo abordaremos sua aplicação direcionada para a proteção e segurança dos dados e informações, devido a fatores como:

  • A alta capacidade de observar padrões de comportamento;
  • Realizar análises assertivas;
  • Identificar anormalidades;
  • Antever ameaças em potencial.

Afinal, a economia e a gestão de uma empresa depende diretamente da organização e da segurança de seus sistemas, principalmente no que tange a entrega de documentos dos clientes, dados respaldados pela LGPD, a Lei Geral de Proteção de Dados. 

Qualquer falha se reflete em sua reputação e na saúde financeira do negócio, de forma que algumas ameaças podem ameaçar, até mesmo a estabilidade e manutenção do empreendimento, dependendo da gravidade do caso.

Qualquer sistema está sujeito aos ataques cibernéticos e à possibilidade de vazamentos de dados e de informações, é uma realidade.

Então vamos conferir como a IA auxilia no combate aos cibercrimes e na proteção da integridade dos dados.

A segurança dos dados e das informações

O protagonismo da Inteligência Artificial na segurança da informação certamente é como um folder de apresentação de uma de suas mais importantes aplicações: identificar e mitigar as possíveis vulnerabilidades dos sistemas.

Dessa forma, tem se mostrado como a melhor alternativa para gestores que desejam implementar um sistema de segurança coeso para seus dados. 

Confira como a IA é importante nesse quesito e como pode contribuir para essa finalidade.

Identificação de ameaças

Os algoritmos das soluções de IA e de Machine Learning se “alimentam” dos dados que entram nos diversos sistemas de uma empresa.

Assim, podem aprender a identificar comportamentos estranhos que podem sugerir ameaças.

Dessa forma, o próprio sistema age preventivamente, garantindo uma eficiência no que tange a segurança que jamais um agente humano poderia garantir.

Autenticação

A IA também é responsável por autenticar senhas, fazer análise e reconhecimento biométrico ou facial.

Associada a sensores infravermelhos e sistemas de motores neurais, é possível criar modelos sofisticados de rostos, permitindo o reconhecimento mesmo com acessórios, como óculos ou bonés.

Isso é um grande diferencial para a liberação de acesso para os diferentes stakeholders de sua empresa que possuem acesso ao sistema, como colaboradores, sócios, fornecedores ou clientes.

Outra aplicação nesse sentido é o reconhecimento facial em vídeos de segurança, possibilitando a identificação de criminosos em situações como furtos ou roubos.

Detecção de phishing e controle de prevenção

No mundo corporativo, os e-mails de phishing são muito comuns e investidas como essas podem colocar em risco a segurança do seu negócio.

O Phishing é um termo que surgiu do inglês “fishing”, que pode ser traduzido como “pescando”. 

Trata-se de um tipo de roubo de identidade online, que tenta adquirir de forma ilícita, dados pessoais de uma pessoa, seja ela física ou jurídica.

Dessa forma, informações pessoais, senhas e dados bancários, como números de cartões de crédito, podem ser adquiridos por esses criminosos.

A Inteligência Artificial, como sempre em conjunto com o Machine Learning, pode desempenhar um papel significativo.

Esse tipo de tecnologia consegue rastrear mais de 10 mil fontes de phishing ativas, além de reagir a elas, mitigando de forma rápida e eficaz. 

Além disso, também conseguem diferenciar rapidamente um site falso de um legítimo.

Administração de vulnerabilidades

Os ataques cibernéticos ultrapassam a casa dos bilhões anualmente, e a IA pode lidar com isso facilmente, pois as soluções procuram proativamente por possíveis vulnerabilidades e ameaças aos sistemas.

São combinados fatores como conversas e a reputação de hackers em fóruns na deep e dark web, além dos padrões utilizados em ataques a outras empresas, mantendo-se sempre um passo à frente. 

Segurança de rede

A IA também pode ser aplicada na criação de políticas de seguranças e para a topografia da rede, ou seja, sua configuração espacial. 

Podemos fazer uma analogia à arquitetura de uma boa e segura sala privativa.

Análise comportamental

A análise comportamental é outro grande diferencial, os algoritmos podem compreender padrões de comportamento analisando a forma que os usuários utilizam seus dispositivos e as plataformas digitais.

Horários típicos de login e logoff; padrões de digitação, de download e de rolagem de páginas, endereços de IP, entre outros.

Dessa forma, o próprio sistema reconhece o comportamento de cada usuário, de forma que, ainda que o invasor consiga burlar os demais níveis de segurança, ao agir diferente do usuário verdadeiro, a IA pode detectar a vulnerabilidade e bloquear o acesso.

Considerações finais

O cenário que permeia a segurança digital é desafiador, assim como a evolução dos sistemas e inteligências de proteção é constante, também o é as ações de ataque, assim como o desenvolvimento de novos formatos de vírus digitais.

O gigantesco volume de dados e de informações disponíveis em redes, sistemas, computadores e na nuvem, são valiosos, e precisam ser protegidos contra as ameaças e as ações criminosas.

Devido à Inteligência Artificial, as soluções atuais permitem que softwares e máquinas funcionem de forma muito parecida com o raciocínio humano na percepção do ambiente, além da habilidade de analisar contextos para a tomada de decisão.

Portanto, como pôde conferir nesse artigo, sua aplicação, eficiência e eficácia no que compreende a proteção e a segurança dos dados, é alta e sofisticada.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

sophos
kaspersky
F5 Networks
manageengine
isc2
security mentor
tenable

Últimas Notícias do Blog