O que é e como fazer um monitoramento de redes?

O monitoramento de redes é o processo de acompanhar sem interrupções o desempenho de todos os sistemas envolvidos na rede digital de determinado local. 

Para realizar um monitoramento eficaz da sua rede será necessário a contratação de um software especializado para esse fim. 

Neste post, vamos esclarecer os principais pontos sobre o monitoramento de redes e como isso pode proteger os dados da sua empresa, além de aumentar o seu desempenho no mercado.

O que é monitoramento de redes?

Constantemente vemos notícias de tecnologia no que tange o âmbito pessoal e empresarial. Para o uso pessoal, temos a implementação de recursos que nos protegem, como a recente LGPD.

Para o uso empresarial, com questões mais graves, há alguns recursos que podem ser utilizados. 

O monitoramento de redes é o controle de todos os processos em funcionamento na rede de TI de um local, seja ele uma empresa, uma organização ou até mesmo uma residência. 

Ele é usado para prever falhas e erros, verificar pontos que podem ser melhorados e verificar o desempenho de suas máquinas e aparelhos digitais.

Essa é uma prática muito comum em grandes empresas e organizações que contam com muitos computadores, notebooks ou outros aparelhos de tecnologia da informação em funcionamento ao mesmo tempo.

O software, por sua vez, possibilita a criação de métricas diversas e detalhadas para o máximo de controle e ilustração dos problemas, com o fornecimento de gráficos com os resultados alcançados durante o processo de monitoramento.

Por que o monitoramento de redes é importante?

O monitoramento de redes permite agir antes da ocorrência de um erro mais grave. Tais como vazamento de dados ou ataques cibernéticos.

Além disso, o monitoramento de redes possibilita às grandes empresas mais segurança ao guardar dados importantes. Muitas vezes são informações sigilosas e que, se vazadas, podem prejudicar a empresa.

Em resumo, a expressão “dados são o novo petróleo” resume a importância de se manter essas informações em segurança.

Embora seja útil para pequenas e médias empresas e fornecedores de dropshipping nacional, o uso residencial também é possível.

Quais são os desafios de implementar o monitoramento de redes?

#1 Manter o negócio sempre disponível

Monitorar diz respeito a algo contínuo, que esteja em funcionamento o tempo todo.

Por isso, o monitoramento de redes deve ser ininterrupto, mesmo que ele não ofereça grandes informações ou não aparente ter vantagens em seu uso nos períodos de estabilidade.

#2 Manter a performance

A prática também traz o desafio de aumentar a performance do seu negócio, uma vez que ele identifica e reporta quais os pontos de melhoria, além de mostrar como utilizar os recursos o melhor possível.

Ou seja, as adaptações podem se tornar recorrentes.

#3 Coletar dados para auxiliar a tomada de decisão

Tomar uma decisão com o auxílio de todas as informações disponíveis para analisar o cenário e contexto em que está inserido. facilita bastante.

O monitoramento de redes mostra o desempenho, recursos utilizados, os pontos que podem ser melhorados ou corrigidos, bem como onde estão os acertos, a fim de replicá-los em outros locais.

Como fazer monitoramento de redes?

#1 Crie métricas de monitoramento

Para a prática de segurança ser eficaz, é necessário estipular algumas métricas. 

Em outras palavras, apontar para o software escolhido quais os limites ou pontos de alerta e, em qual momento ele deve emitir algum aviso para você ser reportado.

#2 Escolha um software de monitoramento

Outro dica importante para fazer o monitoramento de redes, é escolher um bom software.

O software deve ser completo, ou seja, ele precisa fornecer ferramentas para serem feitas diversas análises de diferentes nichos da informação.

Também é indicado que ele ofereça uma diversidade na criação de métricas e, por fim, que disponibilize gráficos e relatórios completos.

#3 Defina alertas de erros encontrados

Criar alertas dos erros é crucial no monitoramento de redes.

Se o programa identificar alguma falha no sistema, ele deve enviar um alerta imediato. Seja por e-mail ou outro tipo de notificação, o objetivo é que você tenha tempo o suficiente para corrigi-lo antes que se transforme em um grande problema.

#4 Use gráficos nos relatórios

Por fim, os gráficos e relatórios emitidos podem te auxiliar em mudanças para aumentar a performance da sua rede. 

Eles servem para corrigir os erros, melhorar pontos estratégicos e pautar suas próximas atitudes, sempre pensando no melhor para o seu negócio.

Agora você já sabe o que é e como funciona um monitoramento de redes.

Se você ainda não sabe qual a melhor opção de software para esse fim, veja as nossas soluções e entre em contato conosco para tirar sua dúvida!

manageengine
tenable
F5 Networks
kaspersky
security mentor
isc2
sophos

Últimas Notícias do Blog