Conheça mais sobre a Gestão de Dados e saiba como usá-la em sua empresa

No mundo da era digital e da inteligência artificial, se torna cada vez mais importante as empresas investirem na gestão de dados.

E nesse ambiente de gestão de dados,  sistemas e tecnologias antes alcançáveis apenas as grandes instituições começaram a ser palpáveis para pequenos e médios negócios. E com isso, é exigido maior preparação de toda a sua equipe.

A pandemia do Coronavírus e a ascensão ao modelo de home office, também se tornaram a nova realidade de empresas independente do porte. E, com essa alteração, os dados e informações da empresa passaram a ser consumidos de uma nova forma.

Isso porque diariamente as empresas recebem todo tipo de conteúdo, de fontes variadas e de dispositivos diferentes. Por isso, as empresas precisam gerir as informações que recebem e que fornecem, para garantir a segurança e privacidade dos dados.

O que é Gestão de Dados?

Gestão de dados é uma disciplina atrelada ao campo dos negócios, que tem como objetivo gerenciar e administrar os dados das empresas. Ela se utiliza de processos, profissionais, metodologias e ferramentas para conduzir os as informações.

De forma resumida, a gestão de dados confere a identificação, armazenamento, acesso, compilação e proteção de qualquer informação que perpassa pela empresa, seja ela interna ou externa. É com ela que ocorre uma gestão inteligente de dados.

Por que aplicar a gestão de dados na empresa?

Todos os dados das empresas devem ser considerados como recursos valiosos, pois elas geram valor e conhecimento para a empresa, além de auxiliar na tomada de decisões estratégicas. 

E, é nesse sentido que a gestão de dados se torna importante: ela repassa por todos os pontos de uma empresa, sendo relevante para a comunicação interna e também para o pós-venda.

Dados bem geridos, nutridos e compartilhados ajudam qualquer funcionário a tomar uma decisão e se basear para uma nova deliberação. 

Por exemplo, uma gestão de dados estruturada propicia uma comunicação interna eficaz entre todos os departamentos da empresa, pois pode-se compartilhar dados. 

Com os dados estruturados e bem definidos, todo o time está informado sobre os status dos clientes. Isso auxilia o time de cobrança, que consegue garantir os pagamentos e geração de boletos e também auxilia a equipe de relacionamento com o cliente, que pode ser efetivo na fidelização de um consumidor.

Além de tudo, essa gestão garante principalmente a proteção e segurança de dados da empresa.

Quais são os dados mais importantes para as empresas

Todos os dados de empresas são importantes, porém aqueles que dão apoio às estratégias e tomadas de decisões são os mais relevantes dentro da organização.

Dentro desse grupo de dados de apoio, vale destacar dois: os dados transacionais e os dados master.

Os dados transacionais são os que sofrem mudanças constantes, pois ocorrem com uma certa periodicidade. Por exemplo, vendas e cancelamentos. Já os dados master são os que informam os agentes envolvidos dentro de uma transação. Como o nome e a renda de um cliente. 

3 razões para  adotar a gestão de dados na empresa:

#1 Aumento do volume de dados

Além de transformações tecnológicas exteriores, é crescente a troca de dados e o recebimento de informações digitais.

Assim, quanto mais dados de diversas fontes, maior a necessidade de gestão. As empresas, principalmente as que estão em desenvolvimento, precisam se atentar para poderem crescer em vendas e também em estrutura de funcionamento.

#2 Retirada dos silos de dados

Silos de dados são considerados os “estoques” de informação, que são isolados dos outros sistemas de informação das empresas. 

Com a instalação da gestão de dados, as empresas vão conhecer e integrar todos os dados que são gerados online e offline em uma organização.

#3 Otimização dos processos

Os dados levantados são informações completas que são coletadas ao longo de todo o ciclo de vida das empresas. Esses dados precisam ser geridos, atualizados e consistentes durante todo o processo organizacional das empresas.

Nesse contexto, a gestão de dados é a solução necessária para apoiar e otimizar os processos organizacionais. Tornando o passo a passo mais rápido e eficiente. 

3 tendências para a gestão de dados:

#1 Dark Data Iluminados

Dark Data são todos os dados que a empresa nem sabe que existem. São informações comerciais, judiciais, por exemplo, coletadas, processadas e armazenadas durante atividades regulares, mas que geralmente não são usadas para outros fins.

Para as empresas conseguirem se destacar e se diferenciarem dos concorrentes, pode-se tornar uma tendência iluminar esses dark data para obter insight que podem melhorar os resultados de negócios. 

#2 First party data

A privacidade dos dados é um tema muito debatido e constantemente levantado. E esse ponto gera opiniões diferentes entre empresa e indivíduo. 

E trazendo a tona essa tendência, o “First Party Data” (ou, em Português “Dado Próprio”) é justamente essa coleta de dados respeitando os preceitos da privacidade e a opinião do usuário. Assim, é possível saber como o dado foi coletado, para qual finalidade, qual será o tempo de armazenagem, entre outros pontos.

#3 Deep Fake

O Deep Fake representa um grande risco pois, atualmente as empresas não conseguem garantir que suas imagens, vídeos e outros dados não tenham sido manipuladas pela Inteligência Artificial.

Isso afeta completamente a tomada de decisões dos líderes e alta gestão, uma vez que não se pode confiar totalmente na veracidade dos dados. E essas decisões podem ser tanto voltadas para o mercado quanto internamente, com seus funcionários.

 Para tentar reduzir esse risco, a tendência é que em 2021 seja exigida a integridade de dados e soluções de verificação que lhes permitam detectar imagens, vídeos e outros fluxos de dados alterados pela IA. 

É importante as empresas saberem como evitar o roubo de dados em redes empresariais, pois existem medidas protetivas para tentar evitar que isso ocorra e também ações que podem ser realizadas, caso ocorram.

Conclusão

A gestão de dados é um ponto de atenção para pequenas, médias e grandes empresas. Elas devem se atentar e valorizar seus dados, pois estes são recursos poderosos para a tomada de decisão.

Uma empresa que investe em gestão de dados, melhora suas competitividade no mercado pois tem um processo de tomada de decisão mais assertivo e eficiente. Já para as pequenas e médias empresas, a gestão de dados para alavancar os negócios e fidelizar seus clientes.

Com a transformação digital e a rapidez com que as coisas evoluem, as empresas precisam acompanhar as tendências do mercado para saberem como conduzir e adaptar essa realidade no seu negócio.

manageengine
F5 Networks
tenable
sophos
isc2
kaspersky
security mentor

Últimas Notícias do Blog